Cidade

História

O primeiro nome do povoado que originou a cidade de Heliópolis na Bahia foi Pau Comprido. Para a origem desse nome há duas versões: a primeira afirma que o nome Pau Comprido surgiu na época que havia uma feira livre no povoado. Certo dia, houve uma briga tão violenta entre dois grupos de pessoas, dando início a uma rixa que durou tanto tempo, que o lugar ficou conhecido como a terra dos Pau Comprido. Uma outra versão, a mais aceita pela comunidade de hoje, diz que o nome surgiu ainda na época em que não havia nem mesmo habitações na região. José Umburana, fazendeiro e comerciante da época, decidiu apossar-se da área e, sob uma enorme árvore, iniciou a pratica de matar um boi sempre aos sábados e vender a carne àqueles que passavam pela região. Desta forma, outras pessoas também resolveram vender alguns produtos debaixo da referida árvore, iniciando assim uma pequena feira livre.
O nome Pau Comprido foi usado como referência pelas comunidades vizinhas ao local onde era realizada a pequena feira livre. Com o passar do tempo e o aumento de circulação de pessoas na área, iniciou a construção de uma igreja e, na sua volta, residências começaram a ser construídas, dando origem ao povoamento da região. Logo depois, o lugarejo passou a se chamar de Novo Amparo, situado no município de Ribeira do Amparo, onde obteve rápido crescimento, ganhando a condição de distrito com o nome de Heliópolis. Município criado com território desmembrado de Ribeira do Amparo, por força da Lei Estadual de 11 de abril de 1985. A sede foi elevada à categoria de cidade, quando da criação do município.

Localização

O município de Heliópolis situa-se na Microrregião de Ribeira do Pombal (Nordeste do estado brasileiro da Bahia), próximo a divisa com o estado de Sergipe, distante 300 km de Salvador.

Clima

O clima de Heliópolis é o tropical sub-úmido a seco, onde as chuvas caem no inverno e as trovoadas no verão. Esse clima apresenta temperatura média anual de 18,8 a 25,4 graus centígrados, com máxima de 24,5 a 33 graus centígrados, e mínima de 14 a 22 graus centígrados. A pluviosidade média anual é de 850 milímetros. Devido à sua localização, a cidade de Heliópolis não é considerada Sertão e sim Agreste, que é uma faixa de terra bastante estreita na direção Leste/Oeste e alongada na direção Norte/Sul, situada entre o Sertão semi-árido e a Zona da Mata úmida. É uma área de transição entre essas duas sub-regiões. Seu clima não é tão seco quanto o do Sertão, nem tão úmido quanto o da Zona da Mata. (Fonte: SEI)

Relevo

O relevo de Heliópolis é formado pelas planícies e pelos tabuleiros costeiros (tabuleiro de Itapicuru e tabuleiro do Rio Real), com uma altitude de 324 metros. (Fonte: SEI)

Geologia

A estrutura geológica do município de Heliópolis é composto pelos Arenitos, Argilitos e Paraconglomerados. (Fonte: SEI)

Vegetação

Por se localizar numa área de transição (ecótono), Heliópolis apresenta uma vegetação de contato entre o Cerrado e a Caatinga.

Hidrografia

O município de Heliópolis está totalmente inserido na bacia hidrográfica do Rio Real, possuindo o único açude dessa rede hidrográfica, o açude Pindorama. Com uma extensão de 1,5 quilômetros, suas águas servem para irrigação e para o lazer.
Infraestrutura e meio ambiente

Fotos da Cidade